• Albufeira
  • Alfragide
  • Almada
  • Amadora
  • Aveiro
  • Braga
  • Coimbra
  • Gaia
  • Gondomar
  • Leiria
  • Loulé
  • Maia
  • Matosinhos
  • Sintra
  • Torres Vedras
A minha loja

Selecione a sua loja e descubra a disponibilidade dos produtos.

  • Albufeira
  • Alfragide
  • Almada
  • Amadora
  • Aveiro
  • Braga
  • Coimbra
  • Gaia
  • Gondomar
  • Leiria
  • Loulé
  • Maia
  • Matosinhos
  • Sintra
  • Torres Vedras
0 0,00€
0,00

Alarme de segurança



Como escolher o seu alarme

01. Introdução 

Discretos mas eficazes, os sistemas de alarme são recomendados para viver melhor em casa, em total segurança. Seguem todos os conselhos para fazer a escolha certa.

Critérios de escolha (Passo 2)

Diferentes sistemas de alarme (Passo 3)

Diferentes elementos dum sistema de alarme evolutivo e as suas aplicações (Passo 4)

Pensar o seu projeto (Passo 5)

Sistemas de alarme e domótica (Passo 6)

02. Critérios de recolha 

Tipo e tamanho da habitação

Comprar um alarme é uma aquisição comprometedora e importante, daí a necessidade de estar bem informado e pensar bem o seu projeto. Eis os principais elementos.
Em apartamento: privilegiar um kit alarme sem sirene exterior tendo em conta que a maioria dos condomínios não os autoriza.
Em habitação: privilegiar um kit alarme com uma sirene exterior que alertará a vizinhança em caso de intrusão.
O tamanho da habitação determinará o número de acessórios (detetores de movimento e de abertura em particular). Convém escolher um kit com o número de acessórios que se aproxima ao máximo das nossas necessidades.


Nível de segurança e homologação junto das companhias de seguros

Todos os kits possuem um nível de segurança muito elevado e respondem a normas de qualidade rigorosas.


Televigilância

A televigilância permite aumentar o nível de segurança do alarme. Durante o desencadeamento do alarme, o centro de televigilância contacta o proprietário e toma as medidas necessárias. Um agente de segurança pode ser enviado para o local da habitação para verificar se houve ou não intrusão.

Conselho: A televigilância é uma assinatura mensal. O preço das assinaturas varia em função das prestações escolhidas. 


Design

A central do alarme é colocada no interior da habitação, daí a importância do seu design. A Leroy Merlin propõe uma larga gama de kits alarme com designs, visuais e cores diferentes.


Simplicidade de instalação e parametrização

É possível instalar e parametrizar sozinho o seu alarme. Em função das marcas, a parametrização efetua-se através do computador ou diretamente na caixa, solução um pouco menos intuitiva que através do computador. 
Também tem a possibilidade de recorrer a um profissional. Para mais informações sobre a instalação por um profissional, informar-se na loja.

Domótica e evolução

Domótica

A maior parte dos fabricantes de alarmes fornecem também outros produtos e nomeadamente motorizações de portões, estores e garagem. É aconselhado escolher um alarme da mesma marca que as motorizações de forma a reduzir o número de comandos.


Evolução

Todos os kits são evolutivos, o que significa que é possível acrescentar diferentes tipos de acessórios.
No entanto, todos os tipos de acessórios não são compatíveis com todos os kits: detetores exteriores, detetores específicos de animais, detetores de fumo, detetores de monóxido de carbono.

03. Diferentes sistemas de alarmes 


Alarmes autónomos

Pequenos alarmes funcionando com pilhas. Trata-se de um primeiro elemento de segurança que não substitui um sistema de alarme clássico.
 

Alarmes autónomos: usos
 
Ideais no âmbito de uma primeira necessidade de segurança. O uso mais comum é a proteção duma divisão e para evitar que alguém entre.
Os alarmes autónomos incluem apenas um detetor.

Detetor de movimento: protegem o interior da habitação. Também podem equipar uma cave, uma garagem ou um abrigo de jardim. Funcionando com infravermelhos (sensíveis ao calor), são perturbados pela presença de animais domésticos.

Detetores de abertura: asseguram a proteção das entradas, mas também podem ser instalados na parte superior das janelas, ou mesmo de um armário ou de uma gaveta com produtos perigosos para as crianças. Utilizam contatos magnéticos fixados sobre o caixilho e o batente das portas e elementos similares.

Sistemas de alarme evolutivos



São os “verdadeiros” sistemas de alarme que garantem um elevado nível de segurança.
Os sistemas de alarmes são evolutivos porque é possível acrescentar acessórios aos kits como por exemplo detetores, sirenes, transmissores...

- Facilidade de instalação (nenhum conhecimento técnico específico para a sua instalação).
- Pode deslocá-los, montá-los e desmontá-los o número de vezes que quiser sem danificá-los, tornando-se práticos em caso de mudança de casa.
- Inserção de elementos fácil (útil em caso de extensão do sistema).
- Alimentação autónoma longa duração.

04. Diferentes elementos de um sistema de alarme evolutivo e as suas aplicações 


Para analisar

A central é o cérebro do sistema. Recebe as informações transmitidas pelos detetores, analisa-as e desencadeia os alarmes. Posição ideal: fora de alcance de sítios de passagem comum.
 

O detetor de movimento
 
- Interior: em todas as divisões da casa, ele deteta a intrusão de um corpo humano na habitação através da radiação emitida por ele.
- Exterior: num terraço ou em frente a uma garagem, uma porta de entrada, um portão, ele deteta e indica a presença de um corpo humano aproximando-se da habitação.

- O detetor de abertura deteta a abertura de uma janela ou porta.
- O detetor de incidentes domésticos, ligado ao sistema de alarme, é ativado quando deteta um incidente como, por exemplo, uma inundação, fumo, etc.

Para alertar
 
O transmissor telefónico é um elemento essencial do alarme. Em caso de intrusão, o alarme desencadeia-se e toca. O transmissor telefónico alerta-o através do seu telemóvel. Existem dois tipos de transmissores: o transmissor RTC/ADSL e o transmissor GSM.

O transmissor RTC/ADSL está ligado à sua linha telefónica ou à linha ADSL do seu operador Internet. Convém verificar se a sua box e a sua linha ADSL são compatíveis com o transmissor telefónico.

A versão GSM funciona com um cartão SIM (não fornecido) a adquirir numa loja de telefones móveis. Para que o transmissor GSM entre em contacto consigo, o cartão SIM deve estar creditado e a rede do operador disponível. Este transmissor é particularmente recomendado para as linhas totalmente desagregadas ou as residências secundárias.

Conselho: Para que o transmissor possa enviar os alertas, é indispensável que o cartão SIM consiga ter rede do operador móvel.

Para dissuadir e alertar
 

A sirene flash e a sirene exterior, colocadas no exterior em altura e bem visíveis. Assinalam a intrusão através de um som de elevada potência e um flash luminoso.
 

Para comandar


O comando permite ligar e desligar à distância o sistema de alarme.
O cartão de identificação permite ativar e desativar o sistema.
O teclado de comando ou o teclado com cartão de identificação situa-se no interior junto à entrada ou à porta de garagem e permite ativar e desativar a central. Certos alarmes são pilotados à distância pela internet.

05. Pensar o seu projeto 

- Realizar um plano da habitação e situar os detetores

Para ser eficaz, é recomendado ter um plano da habitação à sua frente.

- Determinar os sítios a proteger

Trata-se das divisões onde os bens de valor (móveis, HiFi, joias, material informático...) estão expostos. Estas divisões são geralmente a sala de estar, o escritório e o quarto parental. Ao escolher um alarme multi-zonas, convém guardar em mente a flexibilidade de utilização desejada.

- Determinar todos os caminhos de acesso a essas divisões

Entre estes acessos, determinar se alguns são locais de passagem obrigatórios. Trata-se muitas vezes do corredor, hall de entrada, sala... É necessário protegê-los com detetores de movimento.

1. Os detetores não devem ser instalados sobre: uma superfície metálica, em frente a uma janela, por cima ou face a uma fonte de calor (radiador, chaminé...).
2. Os detetores não devem ser instalados em frente a um obstáculo (cortinas, parede de separação...).
3. Os feixes de 2 detetores não devem cruzar-se.
 
Conselho: Os animais domésticos não podem circular na divisão onde está instalado um detetor de movimento "clássico". Para tal, os fabricantes desenvolveram sistemas específicos que podem detetar e distinguir a presença de um humano ou animal.
A instalação dos detetores de movimento terminada, proteger os acessos que representam um risco. Estes acessos são específicos a cada habitação. Para os localizar, ter em conta os critérios seguintes: -80% dos assaltantes passam pela porta, 15% pela janela e 5% pelo telhado.
Em função da sua situação (rés-do-chão, 1o, 2o, último andar...), um apartamento não se protege da mesma forma.


06. Sistemas de alarme e domótica 



Elemento chave

Algumas marcas já oferecem soluções para controlar o sistema de alarme com vários outros dispositivos (motorização do portão, da garagem, dos estores) da mesma marca.
No momento de uma intrusão, um simples clique permite ativar o alarme, baixar os estores e fechar o portão e a porta da garagem.