• Albufeira
  • Alfragide
  • Almada
  • Amadora
  • Aveiro
  • Braga
  • Coimbra
  • Gaia
  • Gondomar
  • Leiria
  • Loulé
  • Maia
  • Matosinhos
  • Sintra
  • Torres Vedras
A minha loja

Selecione a sua loja e descubra a disponibilidade dos produtos.

  • Albufeira
  • Alfragide
  • Almada
  • Amadora
  • Aveiro
  • Braga
  • Coimbra
  • Gaia
  • Gondomar
  • Leiria
  • Loulé
  • Maia
  • Matosinhos
  • Sintra
  • Torres Vedras
0 0,00€
0,00

Como pintar madeiras em interiores



Ao alterar a cor das portas e dos móveis de madeira transformará a sua casa.

01. Introdução 

Ao alterar a cor das portas, dos móveis e outros objetos de madeira transformará a sua casa.

Saiba como proceder e siga os nossos conselhos para decapar ou reparar a madeira antes de pintá-la

          - Ferramentas (Passo 2)
          - Materiais (Passo 3)
          - Cor e acabamentos (Passo 4)
          - Decapagem (Passo 5)
          - Preparação da madeira (Passo 6)
          - Primário (Passo 7)
          - Aplicação da tinta (Passo 8)

02. Ferramentas 

Escova de bronze Espátula para alisar Esponja Trinchas
Espátula de pintor Óculos Lixadora orbital Bloco para lixar
     
Luvas      

03. Materiais 

Massa para madeira Tinta Cera Decapante
Sabão PH neutro Tapa-poros Folhas de lixa Dissolvente

04. Cor e acabamentos 

A escolha da cor tem algumas regras. É claro que pode escolhê-la à vontade: não tem qualquer incidência porque um suporte bem preparado permite pintá-lo novamente quando estiver cansado dessa cor.

Um método útil para escolher uma cor é o seguinte:

- Observar as cores dominantes na habitação e verificar quais são as cores mais próximas delas na roda das cores.


- Analisar a importância que deseja proporcionar ao objeto a pintar. Ou seja, se quer destacá-lo ou, pelo contrário, combiná-lo às cores já existentes na habitação.

- As cores primárias são o amarelo, o azul e o vermelho. Durante o processo de escolha, ter em conta que uma cor mais clara ou uma cor primária mais pura (mais saturada) destacam-se mais aos olhos do que as cores mais escuras ou mais afastadas das cores primárias na roda das cores.


- Se a superfície a pintar for grande como, por exemplo, as portas de um armário embutido, ponderar no momento da escolha da cor se quer que esta ajude a potenciar a luminosidade da divisão. As superfícies escuras absorvem a luz enquanto as claras refletem-a.

- Após ter tido em conta estes critérios, pode escolher qualquer cor consoante os seus gostos. Se já escolheu a sua cor e não a encontra nas tintas em catálogo, pode encomendá-la na loja junto ao Centro de cor.


Acabamentos

Pode optar entre dois acabamentos básicos:

- As tintas de cobertura que ocultam a superfície da madeira. As principais opções são os esmaltes à base de água e os sintéticos. Nesse grupo também estão as lacas que proporcionam um aspeto mais liso e resistente à superfície.

- Os protetores decorativos ou lasures que tingem a madeira respeitando o aspeto dos veios e dos nós. São tintas que são muito utilizadas no exterior porque permitem a respiração natural da madeira e são especialmente resistentes aos raios solares.

05. Decapagem 

Se a madeira estiver em bom estado, basta lavá-la com água e um sabão suave (por exemplo, o detergente da louça), enxaguá-la cuidadosamente de seguida e deixá-la secar.

Se, pelo contrário, a tinta estiver em mau estado e não estiver satisfeito devido ao acabamento grosseiro ou com gotas, terá que eliminá-la com a ajuda de um decapante. Para tal, seguir estes passos:

1. Com a ajuda de uma trincha de pelos de nylon, aplicar o decapante sobre a superfície de forma generosa.
 
Atenção
Os decapantes são muito corrosivos. Deve trabalhar com luvas e óculos e numa divisão bem ventilada.

2. Quando o produto tiver atuado (é visível porque formam-se borbulhas de tinta sobre o decapante), retirá-lo com uma espátula, tendo cuidado para não riscar a madeira.