• Albufeira
  • Alfragide
  • Almada
  • Amadora
  • Aveiro
  • Braga
  • Coimbra
  • Gaia
  • Gondomar
  • Guimarães
  • Leiria
  • Loulé
  • Maia
  • Matosinhos
  • Montijo
  • Sintra
  • Torres Vedras
  • AKI Ermesinde
  • AKI Porto
A minha loja

Selecione a sua loja e descubra a disponibilidade dos produtos.

Lojas LEROY MERLIN

  • Albufeira
  • Alfragide
  • Almada
  • Amadora
  • Aveiro
  • Braga
  • Coimbra
  • Gaia
  • Gondomar
  • Guimarães
  • Leiria
  • Loulé
  • Maia
  • Matosinhos
  • Montijo
  • Sintra
  • Torres Vedras

Lojas AKI

  • AKI Ermesinde
  • AKI Porto
0 0,00€
0,00

Para completar o estilo das suas cortinas e cortinados

                    

01. Introdução 

As cortinas e os cortinados não são o único elemento essencial da decoração da sua casa. Os varões, os terminais e os acessórios devem combinar com o estilo da divisão e a cortina escolhida. Nos últimos anos, a oferta tem vindo a aumentar acrescentando aos modelos tradicionais em ferro forjado e madeira, modelos com tendências modernas, étnicas e infantis. Para além da escolha do cabo, da vareta ou do varão temos que ter em conta a escolha dos acessórios e complementos como os terminais, os suportes ou os embraces para mantê-las recolhidas. 

        - Tipos de varões: decorativos, varetas e cabos (Passo 2)
        - Como medir a janela (Passo 3)
        - Formas de instalar o varão (Passo 4)
        - Como instalar um varão de cortina (Passo 5)
        - Como instalar um cabo (Passo 6)
        - Escolher um estilo que corresponda ao seu gosto (Passo 7)
        - Complementos dos varões (Passo 8)
        - Acessórios (Passo 9)

02. Tipos de varões: decorativos, varetas e cabos 

Nem todos os varões servem para qualquer espaço. Dependendo do local onde se coloca a cortina e da relevância que se quer dar ao varão, podemos distinguir entre:

Varões decorativos

Têm uma função decorativa, para além da meramente prática de servir de suporte para as cortinas e cortinados. Podemos encontrá-los numa grande variedade de materiais (ferro forjado, madeira de várias cores, aço ou latão) e acabamentos (brilho, mate, envelhecido…). Devido ao seu caráter decorativo, devemos ter em conta o estilo da divisão para escolher um modelo a combinar com a decoração.  Disponíveis em vários diâmetros, os mais frequentes são os de 20, 28 e 35 mm. Também existem varões que se fixam por pressão para evitar perfurar a parede, uma solução muito útil no caso de apartamentos arrendados.

Nem todos os varões servem para qualquer espaço. Dependendo do local onde se coloca a cortina e da relevância que se quer dar ao varão, podemos distinguir entre:


                       

Varetas

Varões específicos para cortinas pequenas ou ligeiras. Podem ser colocados entre duas paredes -aparafusados ou por pressão- e inserir-se na bainha dos cortinados. Também existem modelos extensíveis para adaptar-se a espaços com diferentes medidas. Instalam-se com a ajuda de ganchos ou suportes adesivos. Existem varetas de diferentes formas (redondos ou planos, por exemplo) e materiais (plástico, madeira, metal...). São ideais para cozinhas e casas de banho.
Os cabos também são uma opção discreta e moderna para cortinados e cortinas ligeiras, podem instalar-se tanto na parede como no teto embora tenham que ser resistentes (desaconselha-se a colocação em paredes ou tetos falsos em placas de gesso). 

                                   

Cabos.

Não tem qualquer função decorativa uma vez que são basicamente guias metálicas ou de PVC que são colocadas no teto ou na parede para que as cortinas caiam desde cima. Têm uma parte deslizante ou de correr que, através de ganchos, seguram as cortinas e permitem esticar ou recolher as cortinas lateralmente. O sistema de abertura pode ser lateral ou central. Os cabos planos estão indicados para janelas junto ao teto, enquanto os cabos curvos são mais fáceis de adaptar às aberturas arredondadas ou em ângulo. Alguns cabos incluem na parte frontal um velcro para uma fácil colocação da sanefa.