FAÇA VOCÊ MESMO

Saiba mais sobre instalação de aquecimento central

Dicas para instalação de Aquecimento Central

Na imagem abaixo encontra os principais elementos a ter em conta na escolha do seu sistema de Aquecimento Central.
 

Para os conhecer com mais detalhe, consulte os seguintes passos associados à numeração da imagem:

1. Produção de água quente sanitária

Existem vários equipamentos para o aquecimento de águas sanitárias em função da energia:
- Gás (esquentadores)
- Eletricidade (termoacumuladores)
- Solar (painel solar)

Pode também optar por reagrupar num mesmo equipamento o aquecimento de águas sanitárias e aquecimento do ambiente num mesmo equipamento (caldeiras).

2. Escolha a sua caldeira

O equipamento deve corresponder ao consumo que necessita, é o que irá definir a potência mais adequada.

Existem dois tipos de energia:
- Gás (mais utilizado em apartamentos)
- Gasóleo (geralmente opção mais adequada para moradias)
Temos uma gama muito diversificada que seguramente irá ao encontro das suas necessidades.

3. A energia solar

A utilização de energias naturais significa preservar o planeta e garantir o futuro da nossa humanidade. Existem dois sistemas de energia solar:

Circulação natural
- Fácil e rápida instalação
- Económico
- Não ocupa espaço dentro de casa

Circulação forçada - Estético, integra-se melhor na envolvente
- Possibilidade de utilizar depósitos de acumulação de maior volume
- Maior durabilidade do equipamento

4. Radiadores

Transmitem o calor nas divisões da casa.

As diferentes formas e cores darão mais vida à sua casa.

5. Toalheiros

Um elemento que reúne funcionalidades e estética.

É um equipamento que irá dar mais conforto à sua casa de banho onde poderá também aquecer, secar e arrumar as suas toalhas.

6. A canalização: cobre, inox, PPR, double Pex e Pex multicamada

A escolha do material começa pelo tipo de instalação: na parede ou à vista.

Se for à vista:
O inox é uma boa opção. É um material resistente, não oxida e é de fácil instalação.
O Pex multicamada também poderá ser uma boa opção já que é um material que conjuga as vantagens dos tubos plásticos (flexibilidade e manuseamento) com as do metal (durabilidade).
Se for na parede: O cobre que é um material resistente e durável.
O PPR que é um material moderno de rápida e fácil instalação.
O double Pex que é um isolante térmico muito bom (pouca perda de energia), de fácil utilização e que não necessita de muitos acessórios.

A escolha do material influencia o valor do orçamento uma vez que certos materiais são mais económicos.

7. Evacuação de fumos

A exaustão de fumos é fundamental para o bom funcionamento dos equipamentos.

Existem várias soluções em função do tipo de instalação: tubos flexíveis ou rígidos, de simples ou dupla parede.