Escolha a sua loja

Para continuar a navegar no nosso site por favor escolha a sua loja de preferência

Escolher

Simples ou duplo cilindro

 

- A pintura com aerógrafo ou o tratamento de uma fachada com jato de areia não têm as mesmas exigências. Portanto, os compressores que irão proporcionar o ar não possuem as mesmas características.

Características:

         - Potência do motor que move o(s) cilindro(s): de 0,2 cv a mais de 5,5 cv. Uma potência mais importante fornece a capacidade de aspirar e restituir mais ar com mais pressão.

         - Os cilindros de compressão são em alumínio ou em ferro fundido. Estes últimos aquecem menos, uma vez que são muitas vezes lubrificados e permitem comprimir o ar sem paragem, o que aumenta o fluxo utilizável (dado em litros por minuto), variando de 10 a 500 l / min.

          - A lubrificação e o sistema de arrefecimento dos cilindros influenciam amplamente a sua capacidade de comprimir o ar em modo contínuo. Os cilindros em ferro fundido têm uma melhor troca de calor e, assim, um melhor arrefecimento, especialmente se estiverem colocados em V, porque a superfície de troca de calor através das aletas do cilindro é, então, ainda mais importante.
 
          - A presença de um pressóstato permite ajustar a pressão do ar restituído de modo a trabalhar com a melhor pressão possível e, em consequência, limitar o número de paragens de arrefecimento.

          - O tamanho do motor e do depósito influenciam muito a mobilidade do compressor.

Restituição rápida do ar

Em resumo, os compressores que restituem o ar de forma mais rápida e eficiente são:
         
         - Compressores com duplo cilindro 
(melhor compressão do ar).

         - Cilindros em ferro fundido, os duplos cilindros em V e os compressores lubrificados (arrefecimento mais rápido).

         - Compressores equipados de um pressóstato (sem paragem de arrefecimento).

Consoante os trabalhos a realizar

Critérios de escolha:

         - Escolher um aparelho com uma potência adequada ao tipo de trabalho a realizar.
         - Ora, a escolha de um compressor efetua-se essencialmente em função do número de cavalos e da capacidade do depósito, o qual permite obter um fluxo suficiente (o volume de ar restituído).
         - De acordo com a sua potência, o aparelho irá permitir um uso contínuo ou intermitente (com tempo de recarga).

Pequenos trabalhos:
 
         - Caso se trate de trabalhos de manutenção ou, mesmo, de decoração (pintura com aerógrafo, rega das plantas, lavagem do carro...).
         - É desaconselhado comprar um aparelho muito potente.
         - Privilegiar a mobilidade e a flexibilidade de uso, optando por um compressor para uso doméstico (sem depósito) ou decoração (depósito de 1 a 10 litros).

Trabalhos consideráveis:

         - Para trabalhos mais consideráveis e variados (pregar, agrafar, pintar grandes superfícies, aparafusar, desbastar, moer...).
         - Adquirir um aparelho mais potente e, portanto, menos limitado (em termos de autonomia, em particular).
         - Os compressores para pequenos trabalhos constituem então uma alternativa bastante satisfatória: com os seus depósitos de 2,5 a 24 litros, oferecem uma boa autonomia sendo ao mesmo tempo fáceis de transportar (se tivermos o cuidado de escolher um modelo com rodas).
         - Mas, para os trabalhadores manuais mais experientes, que procuram ter condições de uso ideais (boa autonomia de trabalho, uso contínuo) para trabalhos de grande escala (arear vigas, lixar, perfurar...).
         - Comprar um aparelho com um maior depósito.
         - Esses modelos representam um investimento significativo, mas são os únicos capazes de alimentar todos os tipos de ferramenta.

Recomendações

Quanto mais potentes são as ferramentas alimentadas pelo compressor, maior deve ser a capacidade do depósito.
Consoante os tipos de compressores, este varia de 1 litro a mais de 250 litros, o que obviamente afeta o peso do aparelho e, portanto, a sua mobilidade.

          - De 10 a 20 kg, o compressor é suficientemente leve para ser levantado (com uma simples pega em plástico) e, sendo assim, não tem rodas. Alguns modelos integram diretamente o depósito na pega.
          - De 20 a 150 kg, a maioria dos aparelhos são fornecidos com rodas para facilitar o transporte.
          - Além de 150 kg, são geralmente aparelhos de uso fixo (sem rodas).

Modo de utilização

Princípio de funcionamento:

           - Verdadeira reserva de energia capaz de substituir a sua própria energia, com um grande número de funções.
           - Permite alimentar ferramentas pneumáticas (martelo, cinzel, pistola de pintar, lixadora, etc.), eliminando ou tornando assim mais fácil as tarefas mais trabalhosas.
           - Princípio de funcionamento simples: um motor elétrico faz rodar um cilindro que comprime ar num depósito onde é armazenado.
           - Após o ar estar armazenado na pressão correta, o motor para e a ferramenta selecionada está pronta a funcionar.
           - É possível então usar o próprio ar (enchimento) ou usar a força motriz que o ar representa ligando-o a uma pistola de pintar, um martelo pneumático ou uma máquina de jato de areia.
           - Usá-lo imperativamente num ambiente limpo e saudável, e requer o uso de uma roupa adequada ao trabalho a realizar (óculos de proteção, luvas e capacete antirruído).

Antes de ligar:

           - Proceder a algumas verificações como o sentido de rotação do bloco de compressão e o nível do óleo.
           - Certifique-se também de purgar a condensação uma vez por semana e limpar o filtro de ar regularmente.
           - Além disso, para qualquer modelo com depósito (de 1 a 270 litros), é recomendado efetuar uma inspeção todos os 5 anos para garantir o seu bom funcionamento.
           - Procedimento não obrigatório mas que condiciona o reembolso das prestações em caso de acidente.

Escolher Loja

Para continuar a navegar no nosso site
por favor escolha a sua loja de preferência

Usar a minha localização actual
ou