Escolha a sua loja

Para continuar a navegar no nosso site por favor escolha a sua loja de preferência

Escolher

FAÇA VOCÊ MESMO

Descubra como instalar uma janela de sótão

1. A preparação da abertura

Definir o local :


As instruções de instalação fornecidas com o produto indicam a altura à qual a janela deve ser instalada em relação ao pavimento. Esta medida é em média de 185 a 220 cm, para poder manobrar o puxador (ou barra de manobra).


Na parte inferior, a altura do peitoril deve ser no mínimo de 90 cm por uma razão de segurança.
O manual de instruções também especifica as dimensões (Alt x l) da abertura (ou vão) a criar em função da inclinação do telhado, da necessidade de luz e do material da cobertura: telha plana, curva ou outro material de cobertura.


Geralmente, o vão requer a supressão de uma ou duas porções de vigas longitudinais. Para reforçá-lo, coloca-se uma viga servindo também para a fixação do caixilho da janela.

Conselho: Uma viga é necessária quando o espaçamento das vigas longitudinais é inferior ou superior à largura da janela de sótão.

 

 

 

Do lado da regulamentação :

A instalação de uma janela de sótão deve respeitar as distâncias estabelecidas pelas regras de urbanismo no que diz respeito às limitações de propriedade conjunta:

         - Vista direita (de face) igual ou superior a 1,90 m,
         - Vista oblíqua (de face) igual ou superior a 60 cm,

Conselho: Se estes requisitos não podem ser satisfeitos, há a possibilidade de instalar um caixilho fixo com vidro opaco fechado.


A instalação também deve cumprir com o plano de ocupação dos solos (POS) da cidade. Daí a obrigação de fazer pelo menos uma declaração de obra na Câmara Municipal.
Conselho: O pedido de uma licença de construção pode ser necessária no caso de uma extensão da superfície habitável superior a 20 m² ou de um sítio classificado.

2. A realização da viga

Delimitar a abertura :

A composição da viga depende do formato da janela e da configuração da estrutura.
Este reforço pode ser constituído por uma contraviga, por duas travessas associadas ou não a um montante intermédio, etc.
Num sótão não isolado, traçar diretamente nas vigas longitudinais os contornos do vão. Ter em conta a margem de ajustamento a reservar em largura e altura (ver instruções).
Realizar um traçado preciso com a ajuda de uma régua e de um nível.


Dica: Num sótão isolado, é necessário cortar o painel de revestimento e o isolamento para aceder as vigas longitudinais. Um serrote elétrico é ideal para este tipo de trabalho. Usar uma lâmina adequada ao material e à espessura a cortar

 

 

 

 

 

Retirar o telhado :

De forma metódica, retirar um a um os elementos da cobertura desde o interior do sótão. Na presença de ripas de madeira, o trabalho é simples: basta passar as mãos entre as ripas.


Não esquecer: Antes de iniciar o trabalho, sinalizar a obra em caso de uma eventual queda de telhas, ou outro tipo de cobertura.
Uma vez a abertura terminada, cortar as ripas rente à futura viga.


Com a ajuda de um esquadro, transferir o traçado dos cortes sobre as laterais da(ou das) vigas  longitudinais a eliminar. Cortar bem direito a viga longitudinal pedindo ajuda para segurar o pedaço cortado.


Conselho: Se a cobertura está apoiada em tábuas, é necessário retirá-la em primeiro. A operação implica subir ao telhado, tomando todas as medidas de segurança necessárias: escada de telhado, arnês, calçado com sola antiderrapante...

 


Construir a viga :

Cortar as peças de reforço em madeiras de mesma secção.
Fixar os elementos da viga, com pregos ou parafusos, controlando a esquadria.


Conselho: Em termos absolutos, evitar cortar elementos estruturais da armação. Se isso não for possível (nem sempre temos escolha), entrar em contacto com um profissional para saber como proceder ao reforço da estrutura.

 

 

3. Instalação da janela

 

Preparar a instalação :

Retirar a janela de sótão da sua embalagem. Com uma chave de fendas, retirar os calços e as ripas de proteção.
Erguer a janela colocando-a sobre calços, e abri-la para separar o batente do caixilho. A operação efetua-se desapertando a articulação central, após ter libertado os batentes de bloqueio.


Conselho: Uma janela pequena pode ser instalada por uma só pessoa. Para manipular um modelo de formato médio ou grande, são necessárias duas pessoas.

 

  Este esquema é válido apenas para as janelas de teto da marca Velux.

 

 

Instalar o caixilho fixo :

Alguns modelos têm no seu perímetro três ranhuras de marcação, cada uma correspondendo a um tipo de instalação: embutida, semiembutida ou sobreposta.
Para as janelas de teto da marca Velux, inserir e aparafusar os suportes de fixação nos ângulos do caixilho, na ranhura adequada.
Existem outros modelos de fixação, como por exemplo com esquadrias. Cada marca oferece o seu próprio sistema.

 

 

 

 

Posicionar o caixilho :


Instalar o caixilho no vão e assentar os seus suportes fixos nos elementos da viga, ou nas ripas se estiverem muito juntas (telhas de tamanho reduzido, consoante o fornecedor...).
Acrescentar ripas se o caixilho não coincidir com as da cobertura.
Cuidado para não deformar demasiado o caixilho ao manipulá-lo. Equilibrar o seu espaçamento em toda a periferia, para bem distribuir a carga.
Controlar o nível, o paralelismo e a esquadria.


Dica: Dado ser necessário passar pela semiabertura para esta operação, certifique-se da sua correta posição sobre a escada!


Aparafusar os suportes de fixação parcialmente: basta manter o caixilho na sua posição. A fixação definitiva só pode ser efetuada após a instalação do batente e o seu correto ajustamento
 

 

 

Instalar o batente :

O procedimento é muito específico.
Levantar o batente com as duas mãos tendo o cuidado de orientar o puxador para baixo e do lado exterior. Inseri-lo em viés através do caixilho, endireitá-lo de forma a introduzir os seus dois pivôs nas dobradiças do caixilho.
A articulação estando bem engatada, reorientar o batente na sua posição normal e bloquear os batentes.
Nesta fase, a janela já não corre o risco de se desencaixar. Manobrar o batente com cuidado para verificar o seu bom funcionamento. Testar também o puxador, sem esforçar.

Conselho: Com a janela fechada, o «jogo» deve ser constante nas quatro laterais entre o batente e o caixilho.
A instalação estando correta, aparafusar definitivamente os suportes de fixação. Caso seja necessário (janela de grande formato), acrescentar os esquadros intermédios previstos na montagem.


Dica: Em caso de mau funcionamento, retificar a esquadria do caixilho atuando nos seus montantes ou travessas. Em caso de necessidade, inserir pequenos calços debaixo dos suportes de fixação para o nivelar.

 

4. Os acabamentos

 

Realizar as ligações exteriores :


Os acessórios de ligação escolhem-se em função do perfil, plano ou ondulado, do material de cobertura. Em alumínio, cobre, zinco-titânio... garantem ao mesmo tempo a estanqueidade e a integração da cobertura. Cada sistema tem as suas subtilezas. Siga também com atenção as instruções e os esquemas do manual de instruções.
A sua instalação requer libertar totalmente o espaço do vão, portanto retirar novamente o batente.
Voltar a colocar as ardósias ou as telhas em falta na base do caixilho e instalar o resguardo de estanqueidade formando o «desvio de água». Pode ser rígido ou flexível e, no segundo caso, permite adaptar-se aos relevos.

Conselho: Se a abertura do telhado ocasionou o corte de uma membrana de estanquidade de cobertura, a retoma da estanqueidade deve ser garantida por um anel em material sintético. Colocado antes do resguardo, fixa-se com grampos à volta do caixilho ultrapassando largamente os suportes de cobertura.
Após o resguardo instalado, encaixar e aparafusar o seu perfil de retenção sobre a travessa inferior do caixilho.

 

 

Continuar colocando as caleiras laterais ou os rufos  (consoante o modelo), e a seguir a caleira superior. A cobertura realiza-se sempre no sentido de escoamento das águas pluviais.
Acrescentar os perfis de revestimento, terminando pela capota.
Antes de voltar a montar o batente, resta reposicionar os elementos de cobertura à volta da armação. Traçar e realizar os cortes necessários progressivamente.
Para maior precisão e segurança, realizar os cortes no chão, com uma rebarbadora equipada de um disco diamantado.
 


O revestimento interior :


Encher com espuma de poliuretano ou uma banda de poliestireno o espaço entre o caixilho e a cobertura. Evita assim a formação de uma ponte térmica.
Para revestir o parapeito da janela, tem uma variedade de meios à sua escolha: cofragem em placa de gesso, em lambrins... ou kit de revestimento recomendado pelo fabricante.

Escolher Loja

Para continuar a navegar no nosso site
por favor escolha a sua loja de preferência

Usar a minha localização actual
ou
Utilizamos cookies para proporcionar uma melhor experiência de navegação.
Antes de a aceitar, leia atentamente a nossa politica de privacidade e cookies. e escolha as suas preferências